19 de jan de 2016

RESENHA – Roleta Russa – Jason Matthews



SINOPSE: Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de forma abrupta. Logo em seguida, mais um golpe: a morte inesperada do pai, seu melhor amigo.

Desnorteada, Dominika cede à pressão do tio, vice-diretor do serviço secreto da Rússia, o SVR, e entra para a organização. Pouco tempo depois, é mandada à Escola de Pardais, um instituto onde homens e mulheres aprendem técnicas de sedução para fins de espionagem.

Em seus primeiros meses como pardal, ela recebe uma importante missão: conquistar o americano Nathaniel Nash, um jovem agente da CIA, responsável por um dos mais influentes informantes russos que a agência já teve. O objetivo é fazê-lo revelar a identidade do traidor, que pertence ao alto escalão do SVR.

Logo Dominika e Nate entram num duelo de inteligência e táticas operacionais, apimentado pela atração irresistível que sentem um pelo outro.

Dominika Egorova é uma jovem excepcional e linda. Ela consegue ler emoções e sentimentos das pessoas em formas de cores e foi assim que virou uma bailarina prodígio: ela não seguia só o ritmo, ela seguia as cores que as músicas tinham. Até que um dia ela viu seu maior sonho, entrar para o Bolshoi, desmoronar após ser vítima de uma sabotagem e no mesmo dia recebe a notícia de que seu pai faleceu.
Sem ter em quem confiar e nem saber qual rumo tomar, Dominika é abordada pelo tio, Vanya Egorova, vice-presidente do serviço secreto da Russia, o SVR, e acaba cedendo. Ao entrar para o SVR, ela é enviada para a Escola de Pardais, um local que ensina homens e mulheres a usarem a sedução para espionarem.
Depois de passar por tudo isso ela recebe a missão de seduzir o jovem agente da CIA Nathaniel Nash com o intuito de descobrir quem é o espião que a CIA tem dentro do alto escalão do SVR. A atração entre os dois é mais forte do que tudo e eles se vêem no meio de um jogo de sedução e espionagem, onde um dos dois acaba cedendo e virando um agente duplo.
O que mais me chamou a atenção nesse livro foi o fato do autor ser um ex agente da CIA, então estamos falando de alguém que tem muito conhecimento de causa. Ele transmite isso super bem para o leitor, que não se torna nenhum especialista em espionagem internacional, mas consegue entender muito bem tudo que se passa no livro e a importância de cada ato.
Ao fim de cada capítulo o autor colocou uma receita que apareceu no decorrer do capitulo, o que me deixou com vontade de comer tudo aquilo lá ahahah.
Apesar de muitas palavras em russo é super fácil entender o livro, pois logo após a palavra vem a tradução dela, o que facilita bastante.
Com uma narrativa que alterna entre os pontos de vista do Nate e da Dominika o livro conseguiu me prender bastante, mesmo o final tendo ficado meio em aberto. Eu acredito que tenha sido intenção do autor que nós mesmos concluíssemos qual seria o rumo depois daquele desfecho, ou talvez ele esteja preparando uma continuação ai para nós :D

Independente da intenção do autor, esse com certeza é um livro que eu recomendo. Acho que a forma que o autor construiu a história ficou super bacana, focando muito mais no trabalho dos personagens principais do que no romance propriamente dito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine, critique e faça uma blogueira feliz *-*