9 de mai de 2013

Ao meu primeiro amor

Estou realmente tentando lembrar o que foi que eu vi em você, o que fez eu me apaixonar, como a paixão ficou tão forte, e eu não me lembro. Eu só sei que depois de tanto tempo, eu ainda sinto algo por você. Talvez uma afeição, um carinho, ou apenas uma lembrança de tudo que nós vivemos de bom, mas uma certeza cresce a cada dia: Posso até sentir algo por você, mas isso não significa que eu voltaria com você.

É meio doido isso, gostar mas não querer estar junto. Eu sempre achei que para mostrarmos que gostamos de alguém deveríamos estar com essa pessoa. Mas graças a você eu aprendi que não é bem assim, eu não preciso estar contigo para mostrar que gosto de ti, o simples fato de estarmos separados mostra isso. Como? Simples, separados nenhum dos dois sofre, nenhum dos dois se desgasta, nenhum dos dois se irrita.

Do que adianta estar junto e viver brigando? Viver com birra um do outro, viver reclamando de tudo que o outro faz. Isso faz mal, isso vai nos matando por dentro, e aos poucos. Por isso é melhor estar separados, assim você fica livre para arranjar alguém que te faça bem, e eu também. Mas eu queria que tu soubesse, que eu posso até arranjar outro, mas SEMPRE vai ter um lugar especial para você no meu coração.

Isso não significa que eu não te superei, isso não significa que eu te queira de volta. Isso significa que eu sou mulher suficiente para assumir que o que vivemos foi especial, e que independente dos caminhos que seguirmos eu sempre vou lembrar de você com carinho, como alguém que me ensinou muito, mesmo depois de termos terminado. Nós tivemos que viver uma história juntos para dela tirarmos lições, cabe a nós aprendermos com essas lições, ou não.

Com você eu aprendi uma porção de coisas, com você eu vi que todos aqueles com quem me relacionei antes de você eram só paixões, você sim foi meu primeiro amor. E quando dizem que um amor de verdade a gente nunca esquece é verdade, e você me ensinou isso também. Porque quando se vive um amor, sempre se lembra com carinho do que se viveu. Te desejo tudo de bom nessa vida, que você encontre outro alguém que você ame, e que te ame de volta, que te faça bem e feliz, porque você merece, toda felicidade do mundo, todo amor do mundo e toda sorte do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine, critique e faça uma blogueira feliz *-*